sexta-feira, 26 de julho de 2013

Maçaió, aquele que tapa o alagadiço.

Antes de sua fundação em 1609, Manoel Antônio Duro morou onde hoje é o bairro de Pajuçara, recebendo, do alcaide-mor de Santa Maria Madalena, Diego Soares, uma  sesmaria;  A cidade de Maceió nasce com a produção da cana-de-açúcar ,o engenho de  propriedade de Manoel  Antônio Duro, tinha o objetivos de escoar o açúcar pelo porto de Jaraguá, para fugir dos impostos já que o porto do francês era oficial, foi a forma encontrada de sonegar impostos .
A fabrica (engenho) tinha o nome banguê, logo depois recebeu o nome de Maçaió, o engenho se localizava no planalto da Jacutinga, hoje é o Bairro do farol, a subida da ladeira da catedral (igreja católica), na época o padroeiro  de Maceió foi São Gonçalo Amarante , o espaço geográfico alagoano ,era parte sul de Pernambuco formada por vilas de Alagoas(1600 ),Penedo(1570), Porto calvo (1590) e Maceió(1609) ,As Câmaras das vilas fizeram uma reivindicação ao então governador  Francisco de Castro da necessidade de uma comarca, Em 9 de outubro de 1706 alagoas do sul (cidade de Marechal Deodoro) Foi criada  a comarca de Alagoas.  Hoje  a cidade de Maceió foi vendida de Manoel Antônio duro para o capitão Antônio Apolinário Fernandes Padilha, a extensão do Latifúndio.ia da lagoa manguaba até e a enseada da pajuçura. Maceió foi desmembrada no dia 5 de dezembro de 1815 da então Vila de Santa Maria Madalena da Alagoa do Sul, Causa do desenvolvimento fruto do porto de Jaraguá em torno da produção e exportação do açúcar, tabaco, coco e especiarias. Em 16 de dezembro de 1839, é inaugurado o município de Maceió, sendo seu primeiro intendente Augustinho da Silva Neves.

Por: Professor André Cabral//Historiaandre@gmail.com










Um comentário: