quarta-feira, 23 de setembro de 2015

História do Petróleo em Alagoas , (parte I)

A história do petróleo da Alagoas das primeiras perfurações que datam de 1920 e 1927, realizados em Garça Torta e Riacho Doce, na qual tinha vestígios de petróleo na profundidade   de 79 á 309 metros, o serviço  de produção mineral também perfurou em Ponta verde próximo onde ficava o extinto Gogo da Ema; segundo Lidonor Mota “as atividades de exploração  do conselho Nacional do petróleo , em Alagoas  tiveram início 1939, realizada pela United Geophysical Company S.A, entre Maio e novembro  realizaram a demarcação no Bairro de Bebedouro onde foram perfurados 4 poços secos”

Na segunda vez  entre 1949 e 1950 foi descoberto as áreas sedimentar  da interesse de petróleo  as áreas entre  do tabuleiro dos Martins,  Rio São Francisco, Maceió , Satuba e Fernão Velho e ponta Verde, realizada peal mesma United Geophysical  Company S.A 


O primeiro poço aberto em  Alagoas foi na praia de ponta verde, um reservatório de Gás e petróleo ; conforme Lidonor Mota “ As perfurações seguinte tivessem sido repetidas nas vizinhanças, teríamos um campo de petróleo  em ponta verde , foram perfurados numa profundidade  2.145 metros próximo do extinto coqueiro Gogó da Ema, não logrando êxito , ocorreram quatros outros poços perfurados ao redor Lagoa  Mundaú ( levada e Bebedouro) , tinha Gás e petróleo , não houve produção .


Quando andamos na orla marítima da Ponta verde próximo ao antigo clube Alagoinha quando  da vasão da maré está baixa nós deparamos ao lado do farol  (sinalizador marítimo), com uma base de concreto com uma haste  de ferro, Esse elemento descreve  um poço de petróleo no mar cerca de 400 metros, apresentando na época  apenas vestígios  de petróleo, o autor  afirmar em seu trabalho na época  a ponta verde ”quer seja em terra  ou água  um possível campo petrolífero num futuro”. 

André Cabral- Historia de Alagoas