Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

O filme Rua das Árvores e a destruição da memória de Maceió

O historiador inveja as suas fontes orais. O idoso é sério concorrente de quem se arvora a reproduzir em texto um tempo social pretérito. Essas duas ideias se e...mpoleiraram na minha mente quando vi o belo curta-metragem Rua das Árvores, da alagoana Alice Jardim. O filme foca numa casa abandonada da Rua Ladislau Neto (botânico alagoano), mais conhecida na Maceió do presente como Rua das Árvores, e nas memórias de uma moradora. Alice apresenta detalhes da residência, usando vários tipos de enquadramento e luz, enquanto a idosa narra, sem aparecer, suas experiências com a casa, a família, a cidade e a vida. A forma narrativa e seu conteúdo causam profunda catarse no expectador, pois milhares de maceioenses e habitantes de outras urbes do munto têm contido na garganta um grito em defesa da memória social, arquitetônica e urbanística das cidades.

As singularidades do capitalismo e da modernidade na capital alagoana elevaram ao poder, a partir da segunda metade dos anos 1960, uma elite…

Polícia Federal fala sobre venda de moedas históricas - G1 Alagoas - AL TV 2ª Edição

Jornal do SBT - Fóssil de preguiça gigante é encontrado em Maravilha Ala...

Moradores de Alagoas acham moedas da época do Brasil Colônia Notícia dos achados históricos levou os moradores de Japaratinga a uma corrida por ouro e prata. Região foi colonizada por holandeses em 1808. GLOBO.COM

Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas parte 3

Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas -parte 2

Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas-parte 1

Jaime Miranda - Vida e Luta

O PRIMEIRO GOVERNADOR DE ALAGOAS

O Eficiente Melo e Povoas e o Nativismo Crescente
Quando Sebastião Francisco Meio e Póvoas desembarcou em Jaraguá, dois dias depois do Natal de 1818, para governar a nova Alagoas, devia passar pelo seu espírito como manter o domínio português na área cuidando de controlar o nativismo de 1817. Pelos fatos que se seguiram desde que assumiu o governo em 22 de janeiro seguinte, até sua exoneração em janeiro de 1822, ele tudo fez para isso. Prognosticava que o domínio português seria ainda por alguns anos, quiçá décadas, porque rea­lizou uma obra administrativa e material de invulgar dimensão, construindo prédios públicos e forti­ficações, organizando unidades militares e a admi­nistração da Província, abrindo estradas, fazendo um plano ambicioso de urbanização de Maceió, mandando construir aqui uma corveta. Compreendendo o momento histórico, decidiu não residir em Alagoas capital, fixando residência em Maceió onde estava o movimento econômico e maiores perspectivas de realizar sua obra …

HISTÓRIA DE PENEDO-ALAGOAS.

O HINO DE ALAGOAS

A presença Francesa em Alagoas

Imagem
Para Ter uma idéia da influência francesa em nossa história local, devemos apenas lembrar que o historiador alagoano Alfredo Brandão "chega a conjecturar, haver sido a cidade de Penedo origi­nada de um entreposto francês do comércio do pau-brasil, naquela região do rio São Francisco", aliado ao fato de existir ainda hoje, sobrevivências culturais da' presença francesa em nosso litoral, como é o exemplo da tão conhecida "Praia do Francês", nas proximidades da atual cidade e município de Marechal Deodoro, há alguns quilô­metros da cidade de Maceió  Segundo Gabriel Soares de Souza, em seu Tratado Descritivo do Brasil de 1587, nos informa que existiram quatro portos franceses no litoral ala­goano, assim descri minados: 1) Porto Velho dos Franceses - localizado a quatro léguas antes do rio S. Miguel, que é hoje conhecido como "Praia do Francês": 2) Porto Novo dos Franceses - loca­lizado a duas léguas adiante da foz daquele rio, na barra do rioJequiá, e f…

Fortalezas Alagoanas

Imagem
Alagoas na época da ocupação holandesa contava com importantes fortalezas ou praça-fortes: a fortaleza de Porto Calvo e o forte Maurício.A fortaleza de Porto Calvo foi construída em 1634, pelo conde Bagnuolo, em madeira e terra, sob ordem de Matias de Albuquerque. que em 1635 teria sido ocupado pelos holandeses. Em 1638, por 13 a 20 dias, o conde Bagnuolo teria resistido ao avanço de Maurício de Nassau. Após sucessivas ocupações, expulsões e reocupações, o forte de Porto Calvo foi somente reconquistado pelas tropas luso-espanholas em 1645. Esta praça-de-guerra foi destruída, sem deixar vestígios.
 Maurício de Nassau estendeu seus domínios até o Ceará, além de tentar sem sucesso, reconquistar a cidade de, Salvador. Nassau fez uma excelente administração, construindo palácios, pontes, além de ter promovido realizações de caráter cientifico, artístico e literários, assim como ter possibilitado a ocorrência de certo ambiente de tolerância religiosa e de ter financiado os engenhos de açúcar…

A Invasão Holandesa ao Estado de Alagoas

Imagem
(Entre 1632/3 os holandeses desembarcaram em Barra Grande, agora guiado por Calabar, marchando sobre Porto Calvo, Porto de Pedras, Camaragibe, Porto do Francês, Alagoas do Sul Marechal Deodoro, atual), Alagoas do Norte (Santa Luzia do Norte, atual) e São Miguel dos Campos. Quando os holandeses passaram Alagoas do Sul, praticamente destruíram a cidade, assim como a sua Igreja Matriz que ficava localizada no povoado de Taperaguá (1633). Os invasores torturaram parte da população local e teriam incendiado cerca de 100 casas. Quando os holandeses invadiram Alagoas do Sul, parte de seus moradores tranferiram-se para Alagoas do Norte que também teria sofrido o ataques dos holandeses; porém a população já teria montado um bom sistema de defesa e contado com a orientação do capitão de Milícias Antônio Lopez Figueiras, que morreu em combate travado com os holandeses, depois dos mesmos terem desistido temporariamente de ocupar a Vila de Alagoas do Norte
Após assumir o comando das tropas Rojas …

Calabar: o controvertido personagem histórico

Imagem
É correto afirmar-se que a Vila do Recife teria surgido por volta de 1536, porém a invasão holandesa a teria ajudado a se construir no principal centro urbano da época holande­sa, principalmente depois das reformas urbanas, feitas pelos arquitetos trazidos por Maurício de Nassau. Entretanto, os holandeses conseguiram um importante aliado - Domingos Fernandes Calabar - o qual irá viabilizar aos invasores a conquista do Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas. Trata-se de um equivoco pensar-se que Calabar teria se passado para o lado dos holandeses, em virtude do mesmo Ter ficado impressionado como o dinamismo e o caráter empreendedor, desenvolvidos durante o período do governo de Maurício de Nassau. Quando Maurício de Nassau chegou ao Brasil, em 1637, Calabar já havia sido enforcado e esquartejado em 29 de Junho de 1635, por ordens de Matias de Albuquerque. E conveniente lembrar que a cidade de Porto Calvo, tem em uma das suas superfícies colinosas uma localidade conhecida pelo nome d …

Arquivo Público de Alagoas comemora 50 anos

Imagem
A história de Alagoas pode ser contada de várias maneiras, mas é no Arquivo Público de Alagoas (APA) – com seus livros, fotografias, jornais, revistas e documentos – que se pode realizar uma verdadeira viagem no tempo. Neste dia 30, o APA comemora 50 anos de uma existência marcada pela preservação do saber e da evolução do povo alagoano. Através de suas seções, o APA, proporciona um passeio ao longo de ao menos quatro séculos, desde a época em que o estado ainda era uma comarca, e depois província, até a atualidade. Além de possuir o maior acervo de origem administrativa referente ao Poder Executivo de Alagoas, abriga o projeto “Memórias Reveladas”, que permite à sociedade o acesso a fontes antes sigilosas, de um período sombrio da história do país, a Ditadura Militar. “Os 50 anos do Arquivo Público de Alagoas não representam com exatidão a importância que ele tem, o acervo que a instituição abriga remonta o século XVIII, quando o estado ainda nem era uma província. O importante nest…

Vida e Obra de Lucarini

Imagem
Teatro Deodoro, Palácio Floriano Peixoto, Palácio da Intendência e Tribunal de Justiça, em Maceió. Em Penedo, o Teatro Sete de Setembro. Além da beleza arquitetônica e de guardar muito da história de Alagoas, você sabe o que estes patrimônios têm em comum? Todos foram planejados por um único mestre da arquitetura: Giovanni Luigi Giuseppe Lucarini (1842-1907).

Nascido na Itália, Lucarini é um dos responsáveis pela construção da paisagem urbana de Maceió e Penedo na virada do século XIX para o século XX. No entanto, pouquíssimos são os registros sobre sua trajetória. Foi desta constatação que surgiu a ideia do livro Luigi Lucarini: Vida e Obra. O lançamento será nesta sexta-feira (29), às 18h30, em um dos projetos mais imponentes do arquiteto, o Teatro Deodoro.

“Era preciso um reconhecimento de Lucarini pelas novas gerações. Este livro é o primeiro registro oficial. Decidimos que mesmo o Deodoro estando em reforma, seria lá o lançamento. É uma homenagem ao centenário do teatro”, disse Van…

01. "Navio Itapagé" - O Trem da História (+playlist)

10. "Teotônio Vilela" - O Trem da História (parte 2) (+playlist)

09. "Teotônio Vilela" - O Trem da História (parte 1) (+playlist)

06. "Suruagy" - O Trem da História (+playlist)

Doce de caju de Ipioca obtém registro de Patrimônio Imaterial

O “Saber Fazer dos Doces de Caju em Ipioca” é o segundo bem de natureza imaterial aprovado pelo Conselho Estadual de Cultura (CEC). O pedido foi aprovado por unanimidade dos conselheiros, durante a última reunião de 2013, ocorrida na quarta-feira (11), no Museu da Imagem e do Som de Alagoas (Misa).O pedido foi encaminhado em 2012 à Secretaria de Estado da Cultura (Secult) por meio de uma ação coletiva envolvendo alunos, a professora Josemary Ferrare, do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Fau/Ufal, e os moradores no distrito de Ipioca, litoral norte da cidade de Maceió. De acordo com a Lei Estadual nº 7.285, de 30 de novembro de 2011, foi realizada uma análise da proposição de registro do doce de caju de Ipioca e, a diretoria do Pró-Memória, da Secult emitiu parecer técnico favorável sobre os elementos reunidos no dossiê elaborado pelos solicitantes que reúne fotos, depoimentos, entre outros aspectos referenciais de pesquisas realizadas em 2008 e 2012. A solicitação foi então colocada…

Meu Lugar - Eliezer Setton